quarta-feira, 28 de novembro de 2007

James Hetfield

Eu pensei um tanto pra decidir que roqueiro deveria abrir este blog. Pensei em que critérios adotar, se um artista brasileiro, representativo desta tão nobre nação, se alguém dessa ou daquela vertente musical, se um jovem, se um clássico. Optei, claro, pelos meus hormônios e pelo meu coração: James Hetfield, do Metallica.



Eu era um quase adolescente quando vi e ouvi esse homem cantar pela primeira vez. Decidi ali que eu gostava de rock. Depois minha cabeça foi ficando não tão ingênua e comecei a reparar que, sim, esse cara mexia com outras partes minhas, além dos ouvidos. E até hoje tenho o James como principal referência roqueira e como um grande símbolo sexual.

Ele pode não ser assim exatamente um galã, mas é um feio-bonito. E todo rockstar é assim. Os melhores, ao menos. Tenho tesão em tudo: suas mãos, seus dedos longos agitando a guitarra, seus dentes fabulosos à mostra a cada grito e, claro, sua voz, estupenda voz. Peço que ouçam as músicas mais lentas e reparem como sua voz é gostosa. Quando eles gravaram aquele disco de covers, aquele depois dos cabelos cortados, havia uma música, Turn a Page, que, apesar de quase sem importância, trazia um trecho que o James cantava quase à capela. Puta merda! Não precisa mais nada preu ter um orgasmo.

James é vocalista e guitarrista do Metallica desde sua fundação, lá pelo início dos anos 80, até hoje. É figura-chave da banda que, nos últimos anos, grava apenas discos de pouco reconhecimento. Fizeram uma mistureba de estilos para se modernizarem e perderam o posto de grande nome do Metal. Milhões de conflitos de ego entre os integrantes e várias crises de James com o álcool nebulam o caminho da banda. Hoje existem o Metallica e o Metallica Antigo. Deste, qualquer disco vale a pena: Master of Puppets é o que recomendo pra começar / relembrar. Dos outros, uma ou outra coisinha presta, principalmente se você tem a cabeça um pouco mais aberta a mudanças. Fuel e The Memory Remains, do fracassado álbum Reload, trazem um James Hetfield bem... sexy. E o Black Album, dos mega hits Unforgiven e Enter Sandman, é o carro-chefe da banda. Não posso deixar de citar também o documentário Some Kind of Monster, primeiro da banda, feito durante a gravação e lançamento do último disco, St. Anger, de 2003. Vale a conferida.

13 comentários:

André disse...

Master of Puppets é o CD que sempre considerei a obra prima do Metallica. Porém o Black Album de 1991 é o que hoje eu considero como aonde mais longe o heavy metal poderia ir no sentido comercial, sem ser pejorativo.
Mas nunca senti nenhum tesão por ninguém do Metallica não. eheheh Mas convivi de perto com eles em 89 e até bebi uma com o James em Copacabana e entrevistei o Lars em São Paulo no Ibirapuera!

r. silva disse...

êba! tava sentindo falta de v. nesse mundo dos blog. E, me diga uma coisa, essa última foto do james terá sido tirada na favela da rocinha?

Adriana disse...

Um blog, Fábio? Gostei!
Tb gosto muito de Metallica, mas não tenho tesão pelo James, nem por qualquer outro integrante. Interessante essa sua visão dele... nem imaginava! ;o)

r. silva disse...

O Fábio é um fanfarrão!

E a verificação de palavras, seu chato???!!!

Leco Vilela disse...

Tbm ele é bem delicinha né!...

não gosto de metalica... confesso q oq me levou pro rock foi a voz de macho da cantora do distillers... enre outras coisas...

Endora disse...

os caras do metallica são contra o compartilhamento de músicas, fábio!

chuta ele, meu!

Anônimo disse...

Metallica é uma das bandas insere, sem intenção, a filosofia existencialista de Heidegger, Sartre, Kierkegaard entre outros... Minha tese de mestrado é sobre a filosofia existencialista dentro da letra do Metallica. Se um dia vc se interessar em discutir o tema, meu e-mail é esse: flaviadias_melo@yahoo.com

Abraços, Flávia

CLAUDIO FERNANDO disse...

EU AMO METALLICA, AMO TODOS DA BANDA E QUEM NÃO GOSTA DESSE COMENTÁRIO, FODA-SE. A BANDA É MUITO FODA MESMO E CONSIDERO UMAS DAS MELHORES.

Fábio Moleiro disse...

Sou fã de Metallica desde os 12, já estou com 29 e esta continua sendo minha banda favorita...
Gosto da sonoridade dos caras - pra mim não tem dessa de metallica-velho e metallica-novo. E se amanhã eles mudarem para o estilo "funk carioca", certamente irei gostar porque a marca registrada desta banda é a alta qualidade sonora.

Mas eu não imaginava que havia um blog com comentários tão gays sobre o Hetfield
E o pior: o autor tem o meu nome!

Marceleca® disse...

nussa... james hetfield p/ mim é exatamente isso tudo que vc descreveu!!! tesão é pouco p/ ele... a voz, as mãos, peitoral, td é mto bom nele... invejo a esposa dele, viu, que pode ver e sentir um james como mta gente nunca viu... ai ai

Anônimo disse...

Acho o James muito talentoso, mas tbm muito gostoso, um tesão de homem... Grande, sexy, másculo e uma voz de deixar qualquer um arrepiado!

Anônimo disse...

Amo Metallica e tenho um tesão inexplicável pelo James

Anônimo disse...

amo Metallica,tomo banho ouvindo Metallica,ando ouvindo Metallica,resumindo,faço tudo com Metallica,ate me masturbo,(mulher),eu sei que a beleza não tem NADA a ver com a musica,mas olha o James,ninguem é cego,e pode ver que ele é bonito